PT | EN

Dados do Patrocinador

Parece que foi ontem…

Em 1971 uma primeira experiência – o Teatro Laboratório de Lisboa – OS BONECREIROS, um espectáculo para a infância e juventude, encenado por João Mota, dezenas de representações em Lisboa e mais de 30 localidades em todo o país. Um Prémio da Crítica com o Melhor Espectáculo para a Infância e Juventude. Apesar do êxito, a ruptura: o João Mota, a Manuela de Freitas, O Carlos Paulo, O Melim Teixeira e o Francisco Pestana decidimos sair e levar mais longe a aventura de um Teatro colectivo, onde os actores assumiam a total responsabilidade pelo seu trabalho.

No dia 1 de Maio de 1972 nascia a COMUNA – TEATRO DE PESQUISA num 2º andar da Rua Pedro Nunes, em Lisboa. O nome foi escolhido por votação dos ouvintes de um programa de Rádio – a Rádio Renascença – a quem propusemos duas hipóteses: ou OS CÓMICOS ou COMUNA sempre com o subtítulo de TEATRO DE PESQUISA. Queríamos ter o nome do que defendíamos: o actor primordial, o artesão, em permanente mudança ao encontro dos públicos afastados do teatro, a procura de novos espaços, OS CÓMICOS e também a comunidade natural dos criadores sem escalões diferenciados no salário, nas responsabilidades, uma relação frontal com a outra comunidade, os espectadores – A COMUNA.

O resto é como as histórias que ainda não têm fim: a Casa da Criança, o Centro Cultural, os Projectos de Alfabetização, o Clube dos Amigos da Comuna, os Cursos de Teatro, as Exposições, os Concertos, os Debates, a abertura de 4 salas permanentes divididas com dezenas de outras companhias, e os Espectáculos de Teatro, mais de 90 criações de espectáculos destinados a todo o tipo de público: crianças, jovens, adultos e ainda a experiência inovadora do Café-Teatro e depois ainda a Palavra dos Poetas, criadas por Carlos Paulo.

Pela nossa casa passaram mais de uma centena de actores, para lá das dezenas que formámos e dos quais alguns hoje são nomes importantes do teatro português.

Temos sido fiéis àquilo que nos propusemos em 1972 ao nosso primeiro manifesto apesar dos governos (tantos) dos ministros (mais do que a conta) das políticas culturais (quais?) das modas, das televisões, das capelinhas, dos ódios de estimação, a COMUNA orgulha-se de estar viva e de continuar a ser um espaço permanente de Pesquisa de um Teatro Vivo, dramaturgia de ruptura, espaço de nascimento e crescimento de novos actores e autores, um laboratório permanente em consonância com um público que conhecemos já em terceira geração, e que sabe que cada vez que vem à nossa Casa é para partilhar um espaço que também lhe pertence, pois a nossa história é também a Vossa história. Porque só assim o Teatro tem sentido para nós!!

 


Teatro Comuna

Praça de Espanha

 1050-106 Lisboa

217 221 770

geral@comunateatropesquisa.pt

http://www.comunateatropesquisa.pt


Passatempos Ativos

Nome do Passatempo Data de Fim
Quixote a partir de Miguel Cervantes 15/11/2018

Passatempos Terminados

Nome do Passatempo Data de Fim
O Terrorista Elegante 25/10/2016
O Terrorista Elegante - Teatro A Comuna 02/11/2016
O Terrorista Elegante - Teatro A Comuna 08/11/2016
O Terrorista Elegante - Teatro A Comuna 16/11/2016
O Terrorista Elegante - Teatro A Comuna 22/11/2016
O Terrorista Elegante - Teatro A Comuna 29/11/2016
O Terrorista Elegante - Teatro A Comuna 06/12/2016
O Terrorista Elegante - Teatro A Comuna 13/12/2016
Henrique IV - Teatro A Comuna 04/05/2017
Henrique IV - Teatro A Comuna 10/05/2017
Henrique IV - Teatro A Comuna 17/05/2017
Henrique IV - Teatro A Comuna 24/05/2017
O Hóspede 03/05/2018
O Hóspede 18/05/2018
O Hóspede 25/05/2018
O Hóspede 01/06/2018
Quixote a partir de Miguel Cervantes 02/11/2018
Quixote a partir de Miguel Cervantes 09/11/2018
SelectandWin
Facebook
Tweets by SelectAndWin Twitter

Reviews

Review